materia prima

em maio fui ao laboratório para descobrir como registrar fotogramas (sem o uso de câmera) em placa úmida de colódio. tinha visto algumas imagens da artista Nadezda Nikolova-Kratzee e me interessado, sem saber muito bem como solucionar a possível abrasão do material fotossensível ao colocar os objetos em contato direto com a placa úmida. o roger sassaki intuía que o melhor seria colocar algum plástico entre a colódio e o objeto a ser registrado. fiz uma colheita de pequenos ‘matinhos’ no quintal da casa ranzini e fui ao laboratório. nas primeiras tentativas entendi que o plástico resolvia a abrasão sem comprometer a nitidez: ok, mistério resolvido. as imagens vinham nítidas. e limpas. tão limpas que me incomodavam… queria sujá-las, mas sem comprometer os banhos químicos que seriam usados por outros integrantes do grupo… portanto, só poderia ‘salpicar’ materiais químicos que faziam parte do processo: sais variados. e segui experimentando com vários sais. até que ao revelar uma placa em que eu tinha ‘polvilhado’ sal de cozinha (NaCl) notei uma precipitação metálica sobre a placa. o sal, em muitos pontos ‘dissolvia’ a emulsão de colódio, mas em alguns pontos reagia formando padrões que pareciam cristais de gelo/neve ou estruturas de algas marinhas. fiquei surpresa e encantada com esse ‘acaso, e bastante intrigada com a reação. não conseguia pensar em outra coisa e em como meu trabalho precisaria dar visibilidade ao trajeto pelo qual eu tinha passado. estava com a visita ao museu do jardim botânico muito vívida na memória e todos aqueles frascos com essências… pensei que eu poderia criar um microambiente, uma mini narrativa metafórica das etapas para a produção daquele fotograma  ‘incluindo’ dessa forma o processo na obra final a ser exposta. 

pesquisa de vidrarias

Miniatura escolhida

 

o importante seria não fazer uma mera explicação didática, mas criar uma mensagem cifrada, um jogo de adivinhação (ou de imaginação), uma ficção em torno do processo. coloquei cada elemento químico em um pequeno frasco (talqual no museu) e fique estudando disposições e narrativas poéticas. 


me lembrei que as ilustrações da alquimia trazem sempre palavras manuscritas em latim sobre as etapas do processo alquímico e julguei que seria um paralelo interessante, já que se tratava também de um processo de precipitação dourada.


nem é necessário dizer que não sei latim, mas eu também não tinha nenhum compromisso com a realidade. ataquei de ‘google translator’. associei cada conjunto de sais a uma descrição e a uma ação. exercício divertido e curioso era colocar a palavra em português, pedir a tradução para em seguida colocar o conteúdo traduzido para o latim e pedir a correspondência em português novamente. ex. verniz=fucis gestat=ela usa disfarces.

estudos para textos em latim

afinal incluí também a exsicata do trevo usado no fotograma (oxalis latifolia), uma mini prensa (como a que biológos usam quando recolhem espécimes em campo), uma lupa e uma caixa de fósforos. 



só faltava colocar tudo isso numa caixa. algo como a maleta do cientista. para fixar os pequenos textos manuscritos usei minha ‘estética de insetário’ (tudo espetado com alfinete). a princípio julguei que deixaria o trabalho interativo, as pessoas poderiam pegar a lupa, ver tudo de pertinho… mas afinal entendi que a lupa tinha mais a finalidade representativa (junto com os fósforos, representaria o ampliador utilizado). todos esses quimicos expostos me fizeram mudar de ideia quanto à interação no último minuto. fechei as tampas com vidro.

no final de semana da abertura da exposição ‘sorte revelada’ fiz uma demonstração pública da técnica dentro da programação integrada do evento.

demonstração pública da técnica de fotogramas sobre placa úmida de colódio no laboratório Imagineiro na casa Ranzini.

o que foi mostrado na exposição ‘sorte revelada’ é o que se vê a seguir. 

e em agosto a exposição itinera para o GAIA (Galeria de Arte do Instituto de Artes) da Unicamp e poderá ser vista ao vivo e de pertinho entre 3/8 a 11/9/17. 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s